Olho Cerâmica

As peças mais importantes são aquelas que
não funcionam: é com elas que se aprende.

Nome da oficina:
OLHO / Atelier de Cerâmica

Responsáveis:
Ana Morgado, Cécile Mestelan, Diana Medina, Rita Infante da Câmara, Romain Garcin.

Morada:
Rua de Santo Amaro, 38 – Armazém
1200-803 Lisboa

Telefone:
+351 91 363 63 34

Site:
www.olhoceramica.pt

Facebook:
@olhoceramica

Instagram:
olhoceramica

E-mail:
olho.ceramica@gmail.com

Áreas de Trabalho

Cerâmica / Decoração / Moldes / Olaria

Maquinaria

Roda de Oleiro / Mesa de lastras / Mufla

Área

100 m2

Aberta desde

2016
Olho Cerâmica – Fotografias: Mariella Gentile

Em 2013 Cécile Mestelan decide abrir o ateliê Olho Cerâmica em Lisboa e, em abril de 2016, quer partilhar o espaço com outros artesãos e faz um crowdfunding para adquirir um forno.

Cécile Mestelan começa por fazer a licenciatura em Belas Artes em Biarritz, na Ecole Supérieure d'Art des Rocailles e depois um mestrado em Artes Visuais na Suíça, com especialização em Escultura. Aí, trabalha sobretudo com gesso e, quando termina o mestrado, entra em contacto com a Fábrica de Porcelana da Vista Alegre, em Ílhavo, para fazer uma residência artística. A qualidade do seu trabalho faz com que seja aceite no ateliê de modelação, que dura três meses. É aqui que aprende a fazer cerâmica, produzindo nomeadamente um trabalho para uma exposição em França: uma série de jarras geométricas de porcelana biscuit por fora e vidrado por dentro. Em 2013 Cécile Mestelan decide abrir o ateliê Olho Cerâmica em Lisboa e, em abril de 2016, quer partilhar o espaço com outros artesãos e faz um crowdfunding para adquirir um forno. A partir daí, a equipa vai-se formando sendo atualmente constituída por Romain Garcin, Diana Martins, Ana Morgado e Rita Infante da Câmara.

Ana Morgado forma-se em Design Gráfico na PUC – Pontifícia Universidade Católica, no Rio de Janeiro. Depois de trabalhar algum tempo como freelancer em Design Gráfico, começa a frequentar aulas de olaria num ateliê de cerâmica perto do seu local de trabalho. Nessa altura, começa a considerar deixar de lado o design gráfico para se focar na cerâmica. Em 2016 vem para Lisboa e passa a integrar o ateliê Olho Cerâmica.

A par da produção, o ateliê oferece aulas e workshops de cerâmica.

Diana Medina tem o primeiro contacto com a cerâmica na Escola Artística António Arroio, em Lisboa enquanto frequentava o ensino secundário. A seguir faz um curso de Design de Produto na ESAD - Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha, e, durante a sua licenciatura e mestrado, entra em contacto com as oficinas de cerâmica existentes na escola. Decide então fazer formações complementares em Modelação e Vidrados no CENCAL - Centro de Formação Profissional para a Indústria Cerâmica. Desde 2015 dedica-se profissionalmente à Cerâmica. No Depósito da Marinha Grande aprende a trabalhar com vidro soprado que acrescenta ao seu treino em moldes de cerâmica.

Rita Infante da Câmara cria a marca RIC através da qual faz pequenas edições de peças utilitárias, destinadas a lojas e clientes privados. Faz o curso de Design de Interiores no Ar.Co – Centro de Comunicação Visual e, querendo trabalhar em ambiente colaborativo, encontra a Olho Cerâmica. Os seus objetos em cerâmica conversam muito com o universo de Design de Interiores: a sua visão clara do trabalho, permite-lhe personalizar as peças para um cliente específico.

Romain Garcin trabalha em Agências de Comunicação, na ONU, em restaurantes e muitos outros sítios. Mas sempre gostou de trabalhar em oficinas: primeiro numa oficina de Serigrafia, depois de Carpintaria e agora de Cerâmica. Faz workshops de construção e de vidrados no Ar.Co – Centro de Comunicação Visual e na Caulino Ceramics. Cria a marca Welcome to my Neighbourhood e, desde 2016, dedica-se profissionalmente à Cerâmica. Para Romain Garcin, as peças mais importantes são aquelas que não funcionam: é com elas que se aprende. Uma peça perfeita não é tão relevante.

Os clientes do ateliê são sobretudo particulares a nível nacional e internacional e também empresas. A par da produção, o ateliê oferece aulas e workshops de Cerâmica, três vezes por semana. Hoje em dia o mercado da Cerâmica contemporânea está a crescer e isso é bom para todos: as pessoas estão cada vez mais curiosas pelo trabalho manual e os workshops estão na ordem do dia.

Antes de se estabelecer na freguesia da Estrela, Cécile Mestelan ainda ponderou sair da cidade para ter um ateliê maior por uma renda menor, mas os alunos são quase todos do centro da cidade e costumam vir a pé para o ateliê.