Chamote Fino

O ateliê e o forno estão disponíveis a
quem queira experimentar a cerâmica.

Responsáveis:
Maria do Céu Nogueira e Maria João Soveral

Morada:
Calçada da Quintinha, Nº 17 A
1070-221 Lisboa

Telefone:
+351 96 957 88 60

Site:
www.chamotefino.wordpress.com

Facebook:
@chamotefino

E-mail:
maria.ceu.nogueira@gmail.com
mariajoaosoveral@gmail.com

Áreas de Trabalho

Cerâmica / Decoração / Espaço expositivo / Olaria

Maquinaria

Mufla / Roda de oleiro

Área

50 m2

Aberta desde

2005
Chamote Fino – Fotografias: Mariella Gentile

Aqui organizam-se exposições todo o ano.

O ateliê Chamote Fino funciona desde 2006 e é atualmente coordenado por duas ceramistas, Maria do Céu Nogueira e Maria João Soveral. Maria do Céu trabalha nos TLP – Telefones de Lisboa e Porto, onde fica até ao ano 2000. Já na reforma, vai para o Inatel pesquisar as atividades relacionadas com artes. Aí, faz primeiro o curso de pintura e depois inicia o curso de cerâmica. O professor aconselha-a a prosseguir estudos no Ar.Co – Centro de Comunicação Visual. Assim foi. Está quase a acabar o curso quando, com alguns colegas, entre os quais se encontrava Maria João, decide abrir uma oficina. É aqui que passa a organizar exposições, pertencendo também à Associação 3C, nas Caldas da Rainha, que convida os sócios a mostrar o seu trabalho. Maria do Céu expôs as suas peças em Almada, no Museu Nacional do Azulejo, no Museu da Cidade em Lisboa, no Museu de Etnologia de São Brás de Alportel, no Mosteiro de Alcobaça e no Museu Bordalo Pinheiro, nas Caldas da Rainha, entre outros. Já Maria João, vai para o Brasil em 1975, onde se forma em Psicologia e Estudos Sociais, na Universidade Católica de Petrópolis. Volta para Portugal em 1990 por uns meses e acaba por ficar, desde há mais de vinte anos. Na Sociedade de Belas Artes e faz os cursos de Desenho, Pintura e História da Arte. Depois vai para o Ar.Co – Centro de Comunicação Visual fazer Escultura.

As sócias estão disponíveis para receber ceramistas que queiram trabalhar a tempo inteiro.

Colabora no Centro Internacional de Escultura em Sintra e, numa associação na Amadora, faz iniciação à gravura, à caligrafia chinesa, entre outros. Uma amiga, a Maria Ribeiro, tinha um ateliê de cerâmica e decide ir para lá fazer um curso. Um ano depois, quer avançar nos seus conhecimentos e vai novamente para o Ar.Co – Centro de Comunicação Visual, onde entra já para o segundo ano. Quando o ateliê Chamote Fino surge, começa a dar aulas para adultos e crianças. Aqui, o ateliê e o forno estão disponíveis a quem queira experimentar a cerâmica e as sócias estão disponíveis para receber ceramistas que queiram trabalhar a tempo inteiro.