Conceição Caldeira Bordados

Fiz enxovais para os pais e agora faço para os filhos.

Responsável:
Conceição Caldeira

Morada:
Rua Alexandre Ferreira, Nº 57 – CV Dt.º
1750-010 Lisboa

Telefone:
+351 96 043 52 61

Facebook:
@conceicocaldeirabordados

E-mail:
mconceicaocaldeira@gmail.com

Áreas de Trabalho

Ajours / Bainhas abertas / Bordados tradicionais / Cordonet / Decoração / Estampas / Matiz / Ponto cadeia / Ponto de aplicação / Ponto grilhão / Pontos de fantasia / Pontos de sombra / Rendas / Richelieu

Maquinaria

Máquina de bordar manual / Máquina de ajour / Refrey

Área

20 m2

Aberta desde

1980
Conceição Caldeira Bordados – Fotografias: Mariella Gentile

Sendo um ofício muito abrangente — tanto se faz vestuário como roupa para casa —, a acessibilidade dos clientes é fundamental.

Já na altura da escola se destacava pelo trabalho manual em lavores. Começa por trabalhar com uma cunhada, com quem aprende costura, sobretudo fazendo grandes enxovais e, mais tarde, acaba por tirar o curso de bordados na Rodrigues e Rodrigues, uma casa que vendia máquinas de costura em Odivelas e que oferecia cursos de costura e bordados. Mas a sua formação não fica por aí: interessada noutras áreas de trabalho, tira um curso de Pintura de Azulejo do século XVII, na Associação de Artesãos de Odivelas, financiado pelo IEFP – Instituto do Emprego e Formação Profissional, e também o curso de Formação de Formadores, no Centro de Emprego de Alverca. Quando a cunhada emigrou, Conceição Caldeira continuou a trabalhar sozinha na oficina. Sempre teve muito trabalho. A trabalhar desde 1980, hoje continua a fazer enxovais para filhos de pessoas a quem já tinha feito o enxoval. Faz também restauros de peças. Borda para lojas como a Love, a Kids, a Small People, até que estas deixaram de ter costureiras.

A oficina está credenciada com a Carta de Unidade Produtiva Artesanal emitida pelo IEFP, programa Promoção dos Ofícios e das Microempresas Artesanais.

Participou na Feira Internacional de Artesanato de Lisboa, em 2011 e, entre os seus trabalhos, encontram-se uma cortina de veludo azul com brasão bordado para a sala do provedor da Santa Casa da Misericórdia de Viana do Alentejo, um vestido de batismo bordado para a loja Piquipé e vários vestidos de noiva e enxovais. Os seus clientes são pessoas com algum poder económico, todos particulares. Conceição Caldeira manifesta a grande importância da manutenção do ofício no centro da cidade: sendo um ofício muito abrangente — tanto se faz vestuário como roupa para casa —, a acessibilidade dos clientes é fundamental. A oficina Conceição Caldeira Bordados está credenciada com a Carta de Unidade Produtiva Artesanal emitida pelo IEFP, programa Promoção dos Ofícios e das Microempresas Artesanais.